Qual sua
Importância?

A FA7 entende que a iniciação precoce na ciência é salutar, pois ela dá acesso a não aceitação de qualquer resposta pré-fabricada ou de qualquer certeza que esteja em contradição com os fatos. A iniciação científica conduz, nesse sentido, à formação da atitude científica do estudante, que se reflete no desempenho do profissional capacitado a enfrentar os novos desafios, que são a tônica de um mundo globalizado e competitivo. A FA7 busca, com esta iniciativa, criar condições para que estudantes se transformem em pesquisadores.

Nos programas de iniciação científica, abertos às áreas do conhecimento que abrigam os cursos oferecidos pela FA7, os estudantes trabalham em seus projetos sob a orientação de um professor designado para tal.


As diretrizes que norteiam a política de iniciação científica da FA7 são:


incentivar a produção científica discente própria ou em colaboração com seus orientadores, visando à criatividade e à crítica;

contribuir para o desenvolvimento de formas de pensamento que assegurem a sua clareza e o poder crítico, construtivo e independente;

incentivar o estudante não só a observar a realidade, mas também a dialogar com ela e a agir sobre ela, por meio dos procedimentos que caracterizam o trabalho científico: o teste, a dúvida, o desafio que, por sua vez, desfazem a tendência meramente reprodutiva da aprendizagem;

aprimorar o espírito analítico-crítico e desenvolver o espírito científico do estudante universitário;

incrementar a participação dos estudantes em programas de iniciação científica, promovidos pela FA7;


ampliar e fortalecer as atividades de iniciação científica, assim como outros programas especiais dirigidos ao aperfeiçoamento do alunado de graduação;

subsidiar a iniciação científica por bolsas oferecidas aos estudantes, que consistem em ajuda de custo ou desconto na mensalidade da FA7;

incentivar o estudante da graduação a dar continuidade aos seus estudos por meio de cursos de pós-graduação: especialização, mestrado e doutorado.

A FA7 mantém regulamentados as atividades de iniciação científica por meio de regulamento próprio, no qual apresenta as regras para que alunos e professores possam participar do seu Programa de Iniciação Científica.
Coordenação do Programa de Inicação Científica: Dr. Paulo Germano